Esqueceu sua senha?
 
 
 
 
Busca Avançada
 
 
 
Receba as notícias da
Nutrição em Pauta
em seu e-mail
 
 
 1390 artigos encontrados em Notícias
 
 
Combinação da Proteína da Soja e Leite
 
Durante Café da Manhã, promovido pelo ILSI Brasil, Dr. Mark Cope - PhD em Ciências da Nutrição pela Universidade do Alabama, em Birmingham apresentou os resultados de estudo inédito, realizado com homens de 55-75 anos, recém-publicado no Journal of Nutrition, conduzido pela Universidade do Texas e pela DuPont Nutrition & Health.  Este é o primeiro estudo a investigar o metabolismo da proteína muscular em indivíduos idosos, em resposta ao consumo de uma combinação de proteínas.

As conclusões apontam que a Sarcopenia - perda da força e massa muscular - associada ao envelhecimento pode ser reduzida com o consumo de combinação de proteínas da soja e do leite, em adultos e idosos, e ser uma oportunidade nutritiva para os dois grupos. À medida que se envelhece, a Sarcopenia é um indicador de mortalidade prematura e, sabe-se que, entre os 50 e 60 anos de idade, há redução da massa muscular a uma taxa anual de 1-2% e, após os 60 anos, essa perda atinge 3%.

O estudo comparou a resposta de dois tipos de bebidas protéicas: uma continha a combinação de proteína do leite e da soja (25% de proteína isolada de soja DuPont™ Danisco® SUPRO®, 50% de caseinato, 25% de proteína isolada do soro de leite “whey protein”) e a outra bebida continha apenas uma fonte de proteína (proteína isolada do soro de leite). Foram realizadas biópsias dos músculos em descanso (antes dos exercícios), e após 5 horas de exercícios de resistência, para monitorar a degradação e a síntese do tecido muscular usando métodos específicos.

A combinação de proteínas do leite e da soja induziu o fornecimento de aminoácidos ao tecido muscular, a síntese de proteína muscular e ativou uma via conhecida que inicia o “turnover” - processo de renovação da proteína muscular. Esses resultados foram similares em adultos que consumiram 30g de proteína (proteína do soro do leite ou combinação de proteínas da soja e do leite) após os exercícios. Portanto, de acordo com o estudo, podemos concluir que os dois tipos de bebidas apresentaram resultados semelhantes.

O resultado do estudo melhora o entendimento sobre a resposta da população idosa à medidas preventivas, alimentação adequada e exercícios de resistência. A semelhança entre os dois grupos de tratamento com proteína para síntese de proteína muscular e sinalização de mTORC1 demonstra o papel do consumo de proteínas de alta qualidade para a prevenção de condições associadas ao envelhecimento. Esse segmento representa uma parcela significativa e cada vez maior da população, com demanda crescente em suas necessidades específicas.

Fonte: ILSI Brasil
 
 
 
 
 

 
Nossos Patrocinadores
   
 
© Copyright Nutrição em Pauta. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.