1801 artigos encontrados em Notícias
Perfil do Consumo de suplementos no Brasil: Quais os suplementos mais consumidos e as principais fonte de indicação para o uso

A prática regular de exercício físico traz benefícios a saúde, tanto mental (redução do risco de depressão e ansiedade), quanto física (melhoria da composição corporal, aumento da imunidade e redução do risco de doenças Crônicas não Transmissíveis), resultando em uma melhora na qualidade de vida do indivíduo.

Atualmente, a busca excessiva do estereótipo do corpo perfeito em tempo reduzido, impulsionado principalmente pelas redes sociais, tem resultado no aumento significativo do consumo de suplementos. Contudo, na maioria das vezes, o consumo tem sido realizado de forma indiscriminada, uma vez que são produtos fácil aquisição, não sendo necessário o uso de receita para tanto. Recentes estudos, demostram que os suplemento proteicos são os mais utilizados por praticantes de atividade física, com objetivos relacionados a hipertrofia muscular, questões estéticas, saúde, emagrecimento e melhora da performance. Neste cenário, destaca-se o whey protein, como suplemento mais consumido, seguido da Creatina, BCAA e a albumina. Além desses, outros suplementos também são frequentemente consumidos, como: a Maltodextrina, Hipercalórico e L- Carnitina.

Já em relação a fonte de indicação para o uso de suplemento, pesquisas demostram que as maiores fontes de consumo se dão por conta própria ou por indicação de um profissional da educação física. Fato que ocorre devido ao convívio diário com esses profissionais nas academias, sendo muitas vezes, requisitados a orientar na dieta ou uso de suplementos, mesmo não sendo o profissional mais capacitado para este tipo de orientação. Apesar dos inúmeros benefícios relacionados aos suplementos, uma suplementação inadequada pode ocasionar problemas de saúde, como: excesso de peso, diabetes e resistência insulina, para suplementos de carboidratos, aumento dos estoques de gordura, desordens na tireoide, sobrecarga renal e hepática, para suplementos proteicos e toxicidade e cálculo renal, no caso da ingestão inadequada de suplementos vitamínicos e minerais, por exemplo.

Neste cenário, torna-se fundamental, a busca de um profissional Nutricionista para prescrição do suplemento adequado e para quantidade necessária de consumo, com intuito de evitar prejuízos para a saúde do consumidor. Assim, para minimizar este problema, faz-se necessário a utilização de políticas de intervenção educacional nas academias, no tocante ao uso correto dos suplementos alimentares, principalmente em relação aos suplementos proteicos, que são os mais consumidos.

Fonte
Gizelle de Sá Velasco – Discente de Mestrado do Programa de Tecnologia de Alimentos do IF Goiano - Campus Rio Verde - GO
Paula Vilela Gonçalves - Discente de Nutrição da Faculdade Unibrás
Prof. Marco Antônio Pereira da Silva - Docente do IFGoiano - Campus Rio Verde
Prof. Leandro Pereira Cappato - Docente do IFGoiano - Campus Rio Verdecente do IFGoiano - Campus Rio Verde
Prof. Leandro Pereira Cappato - Docente do IFGoiano - Campus Rio Verde

Contato

Endereço

Rua Cristóvão Pereira, 1626, cj 101 - Campo Belo - CEP: 04620-012 - São Paulo - SP

Email

contato@nutricaoempauta.com.br

Telefone

11 5041-9321
Whatsapp: 11 97781-0074

Nossos Patrocinadores